fbpx

Comissão debate plano de ações para erradicação do Trabalho Escravo

PMVC

A realização do seminário “Ação Contra o Trabalho Escravo na Bahia”, o intercâmbio da experiência do Mato Grosso no combate a este tipo de crime, e a capacitação de multiplicadores do tema “Trabalho Escravo Nem Pensar” foram os principais pontos abordados em reunião de planejamento das atividades de 2012 da Comissão Estadual para Erradicação do Trabalho Escravo/Coetrae-Ba realizada na Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre).

Com a participação do secretário estadual do Trabalho, Nilton Vasconcelos, a reunião apresentou como pano de fundo o Programa Bahia do Trabalho Decente, incluindo a atual situação da Agenda e o andamento do Fundo de Promoção (Funtrad). “O trabalho escravo é um desafio gigantesco a ser vencido. Mas temos convicção de que vamos reverter esse quadro, aqui na Bahia”, adiantou.

Patrícia Lima, coordenadora da Agenda Bahia do Trabalho Decente, frisou que “a reunião serviu para mostrar aos nossos parceiros as suas responsabilidades, dentro da proposta de monitoramento e acompanhamento da execução do Programa Bahia do Trabalho Decente”.

O representante da Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos (SJCDH), Ivanilton Junior, Coordenador do Coetrae-Ba e também responsável pela condução da Câmara Temática do Eixo “Trabalho Escravo” da Agenda Bahia do Trabalho Decente, reforçou o compromisso da SJCDH com o combate ao trabalho Escravo. Participaram, ainda, do encontro, outras representações, tais como Sema, Seagri, UFBA, SSP, SRTE e MPT.

Ascom/Setre // Licio Ferreira –DRT BA 793