fbpx

Bolsa-Atleta beneficia 4.243 esportistas

PMVC

O programa Bolsa-Atleta contemplará este ano 4.243 atletas de 53 modalidades que compõem os programas dos Jogos Olímpicos e dos Jogos Paralímpicos. O número representa um aumento de 33,3% em relação aos 3.182 de 2011. A edição 2012 também marca um novo momento do programa, que passa a apoiar atletas consagrados no cenário esportivo, independentemente de já receberem patrocínio.

O número de mulheres contempladas cresceu substancialmente: são 1.744 agraciadas, 29,2% a mais que as 1.349 de 2011. O número de atletas paralímpicos é de 1.184 – 1.182 no ano passado. Há atletas de 26 unidades da federação – apenas o Acre não possui bolsistas –, divididos em cinco categorias: Estudantil, de Base, Nacional, Internacional e Olímpica/Paralímpica.

Os recursos também aumentaram: em 2012, o Ministério do Esporte destinará R$ 60 milhões para atender aos 4.243 bolsistas dos esportes olímpicos e paralímpicos. Em 2011, esse valor foi de R$ 44 milhões.

A partir de agora, atletas de renome internacional como Maurren Maggi, Fabiana Murer, Jade Barbosa, Robert Scheidt, Marilson Gomes dos Santos e Daniele e Diego Hypólito contam com o apoio do programa. Antes, a maioria deles não se candidatava à bolsa porque a lei não permitia o benefício a atletas que já contassem com patrocínio individual e que recebessem salário. Esse dispositivo foi eliminado pela Lei 12.395, de março de 2011, que também fez outras mudanças no programa, como a correção anual do valor da bolsa e a criação de duas novas categorias: Atleta de Base e Atleta Pódio.

O Atleta Pódio é, ao mesmo tempo, um novo programa do Ministério do Esporte em fase de regulamentação. Projetada para contemplar atletas de elite com reais condições de disputar finais, títulos e medalhas, a categoria Pódio atenderá esportistas que estejam nas primeiras 20 posições do ranking mundial em modalidades individuais dos programas olímpico e paralímpico.

Somando-se os contemplados das categorias Estudantil (233) e de Base (206), são 439 atletas. Em comparação com 2011, quando existia apenas a categoria Estudantil, beneficiando 231 jovens, o Ministério praticamente dobrou o investimento em bolsas na base do esporte brasileiro.

Talentos
Outros atletas que passam a ser apoiados pela Bolsa-Atleta são Elisangela Adriano (atletismo); Arthur Zanetti e Mosiah Rodrigues (ginástica); Ana Marcela e Poliana Okimoto (maratona aquática); Fabíola Molina, Joanna Maranhão, Nicholas Santos e Rodrigo Castro (natação); Damiris do Amaral (basquete); Thomaz Belucci (tênis); Bruno Prada, Isabel Swan e Ricardo Winicki (vela); Hugo Pessanha, Felipe Kitadai e Thiago Camilo (judô); Luiza Almeida (hipismo); Isabel Clark (snowboard); e Yane Marques (pentatlo moderno).

Permanecem no programa atletas de ponta que já eram bolsistas, como Ádria Santos, Roseane Santos e Sheila Finder (atletismo); Hugo Hoyama (tênis de mesa); Fabiana Beltrame (remo); Mayra Aguiar, Erika Miranda, Ketleyn Quadros, Luciano Corrêa e Sarah Menezes (judô); Andre Brasil, Mauro Brasil e Edenia Garcia (natação); Juliana Veloso, Cassius Duran e Hugo Parisi (saltos ornamentais); Julio Almeida, Stenio Yamamoto, Ana Luiza Ferrão e Janice Gil (tiro esportivo).

Também estão contemplados revelações que despontam no esporte brasileiro, como Ana di Rienzo Bulcão (esgrima); Thais Carvalho, Felipe Wu e Filipe Fuzaro (tiro esportivo); William Muinhos e Mariana Laporte (pentatlo moderno); Flavia Gomes e Camila Gebara Nogueira (judô); Isaquias Queiroz e Erlon de Souza Silva (canoagem); Lohaynny Carolyne Vicente e Luana Vicente (badminton); Beatriz Haddad e Thiago Monteiro (tênis); e Robson Conceição (boxe), entre muitos outros jovens que poderão se destacar na delegação do Brasil nos Jogos de 2016, no Rio de Janeiro.

A lista completa dos atletas contemplados pelo programa foi publicada na edição desta segunda-feira (12.03) do Diário Oficial da União – www.in.gov.br – e pode ser conferida na página do Ministério do Esporte na Internet: www.esporte.gov.br.

Patrocínio individual
Em vigência desde 2005, o Bolsa é o maior programa de patrocínio individual de atletas no mundo. O público-alvo são esportistas de alto rendimento que obtêm bons resultados nas competições nacionais e internacionais. Desde 2010, o Ministério prioriza a concessão das bolsas para atletas de esportes dos programas olímpico e paralímpico, às quais são destinados 85% dos recursos orçamentários do programa.

Modalidades que não fazem parte dos Jogos Olímpicos ou Paralímpicos são atendidas subsidiariamente, na proporção máxima de 15% dos recursos destinados anualmente. As inscrições para bolsas dessas outras modalidades serão abertas ainda no primeiro semestre de 2012.

O Bolsa-Atleta atende esportistas que tenham obtido bons resultados independentemente de sua condição econômica. O programa é democrático porque, para ser contemplado, o atleta necessita apenas obter bom desempenho (primeiro, segundo ou terceiro lugar) nas competições qualificatórias indicadas pelas respectivas confederações de cada esporte, sem necessidade de intermediários. Para ter inscrição assegurada, basta que cumpra os requisitos legais para cada categoria do benefício, mantenha-se em treinamento e competição e alcance bons resultados.

O programa visa a garantir condições mínimas para que os atletas se dediquem, com exclusividade e tranquilidade, ao treinamento esportivo para desenvolver seu rendimento e participar de competições locais, sul-americanas, pan-americanas, mundiais, olímpicas e paralímpicas.

O Ministério do Esporte trabalha para que cada vez mais o Bolsa-Atleta esteja alinhado com a meta de tornar o Brasil uma potência esportiva a partir dos Jogos Rio 2016.

Confira no Diário Oficial da União a lista dos atletas contemplados pelo programa Bolsa-Atleta 2012

Ascom – Ministério do Esporte – Acompanhe as notícias do Ministério do Esporte no Twitter e no Facebook

Visite  nosso sítio: http://www.esporte.gov.br