fbpx

Jaques Wagner pede fim da greve dos professores

PMVC

A greve dos professores da rede estadual de ensino volta a ser tema de destaque no programa de rádio Conversa com o Governador desta terça-feira (29). Em tom conciliatório, Jaques Wagner diz que continua esperando o bom senso da categoria e faz um chamamento à retomada das aulas para não comprometer o ano letivo dos estudantes. “Faço mais esse apelo aos professores, para que voltem às aulas e programem a compensação dos dias parados e a gente possa pagar aquilo que foi descontado”.

O governador fala também de financiamento para o agronegócio nos municípios de Luís Eduardo Magalhães e Barreiras, de convênios assinados na semana passada em Atlanta, nos EstadosUnidos, de novas ações para combater os efeitos da seca e se solidariza com a população do semiárido baiano, que continua sofrendo com os efeitos da longa estiagem.

Wagner mostra que o governo do Estado, sem fazer muita discussão, já concedeu reajuste mínimo de 6,5% para todos os servidores estaduais, inclusive, aos professores, que, em algumas faixas, atingiram 11,5%. Ele cita o exemplo dos rodoviários baianos, que aceitaram um reajuste de 7,5% e encerraram a greve, e também dos metroviários de São Paulo, que aceitaram 6,5% e retornaram ao trabalho.

Para o governador, a bandeira dos 22%, reivindicada pelos docentes de rede estadual, é absolutamente irreal, e fora de qualquer capacidade do orçamento. “Faço mais esse apelo aos professores, para que voltem às aulas. Não vamos causar um prejuízo aos estudantes por conta de uma questão salarial que todo ano é sempre discutida”.

Avanço do agronegócio – Wagner informa ainda que nesta terça-feira (29) estará nos municípios de Luís Eduardo Magalhães e Barreiras, no oeste do Estado, onde, ao lado do ministro da Integração Nacional, Fernando Bezerra, anuncia mais financiamento para o agronegócio, e também fala sobre a construção de estradas e de outras obras, inclusive de abastecimento de água, para a região.

“Vamos anunciar uma nova linha de financiamento do Banco do Brasil, com taxas equiparadas àquelas praticadas pelo Banco do Nordeste, através do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE)”. Ele ainda informa sobre a preparação de uma parceria entre o governo doEstado, por meio da Secretaria da Infraestrutura, e os produtores para atender a necessidade de estradas na região.

“O agronegócio está crescendo muito. É preciso fazer estradas e em menos tempo. E, é claro, o governo sozinho não tem orçamento suficiente para tudo isso”, enfatiza Wagner, que também anuncia a liberação de créditos acumulados do agronegócio destinados à criação de um fundo voltado ao desenvolvimento da infra estrutura regional.“Essa região do Estado vem se desenvolvendo, gerando emprego e renda, colocando a Bahia na ponta do agronegócio brasileiro”.

Em Barreiras, ele ainda inaugura o sistema integrado de abastecimento de água, que vai atender a 13 localidadesda zona rural do município, o chamado ‘Cinturão Verde”, beneficiando 1.610 pessoas, além da instalação de 472 ligações domiciliares, com investimento deR$ 1,5 milhão. Segundo o governador, as obras contemplam a todos que vivem daplantação de hortifruti, e vão melhorar a condição de vida das pessoas e também o seu desempenho no trabalho.

Viagem à Atlanta – O governador também avalia a viagem que fez na semana passada à Atlanta, nos Estados Unidos, onde assinou convênio com o Condado de Fulton, para intercâmbio no âmbito cultural, educacional e de políticas públicas voltadas ao combate a qualquer tipo de discriminação e de racismo.

“Foi uma viagem importante, porque Atlanta é a terra do grande líder negro Martin Luther King, assassinado em 1968, que trabalhou pelo fim da discriminação racial, pela paz e igualdadede oportunidade para todos”, afirma Wagner.

Ainda em Atlanta, o governador visitou empresários, inclusive dirigentes da Coca-Cola, com quem tratou sobre a instalação da unidade da empresa na Bahia e que, segundo afirma, deve estar acontecendo até o começo do segundo semestre. “É mais atração de investimentospara a Bahia”. Ele informa sobre outros contatos com empresários americanos, a exemplo da companhia aérea Delta Air Lines, na tentativa de atrair mais um vôo direto dos EUA para Salvador.

O programa Conversa com o Governador é produzido pela Secretaria de Comunicação Social do Governo da Bahia e veiculado pela Rádio Educadora FM 107,5 Mhz. O conteúdo também pode ser reproduzido por outros veículos de comunicação, além de estar disponível pelo 0800-071-7328 e também no endereço eletrônico www.comunicacao.ba.gov.br/conversa.

Conversa com a Presidenta – Coluna semanal da Presidenta Dilma Rousseff

Nesta coluna, o leitor escreve e a presidenta responde

Ana Maria Pereira, 35 anos, dona de casa em Belém (PA) – Li uma reportagem mostrando que o governo mantém um banco de leite humano. Queria saber o que a mulher deve fazer para doar ou receber o leite.

Presidenta Dilma – A Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano (Rede BLH-SUS) é da Fundação Oswaldo Cruz, vinculada ao Ministério da Saúde. Para fazer doação de leite, Ana Maria, contribuindo para salvar vidas de bebês, ou para que eles cresçam saudáveis, acesse a relação de bancos e postos de coleta na página www.redeblh.fiocruz.br. No Pará, seu Estado, há bancos cadastrados em Belém, Bragança e Santarém. Neste site, há também um espaço para você enviar perguntas sobre a Rede. A distribuição de leite doado segue alguns critérios, como o recém-nascido ter baixo peso, ser portador de imunodeficiência, ser portador de alergia a alguns tipos de proteínas ou a mãe não produzir leite suficiente, entre outros. Nossa rede é a maior do mundo, com 208 Bancos de Leite Humano e 109 Postos de Coleta em funcionamento. De 2007 a 2011, a Rede distribuiu 616,5 mil litros de leite humano pasteurizado de 744,2 mil doadoras. Nesse período foram atendidos 793,2 mil bebês, o que é importantíssimo porque o leite materno é o mais completo para a criança até o sexto mês de vida e possui imunizantes naturais contra várias doenças. Nossa experiência já foi exportada para toda a América Latina, África e até para países europeus, como Portugal e Espanha.

Suzana Schlickmann, 25 anos, designer em São Ludgero (SC) – A BR-101, no sul de Santa Catarina, está com obras em ritmo lentíssimo, o que ocasiona
longas filas na rodovia. Qual é o prazo para ser concluída a duplicação?

Presidenta Dilma – Suzana, a duplicação da BR-101 Sul em Santa Catarina é uma obra de 238 km, dos quais 222 km já estão concluídos. Portanto, a maior parte da duplicação está pronta. Na semana passada, estive em Laguna e anunciei duas obras necessárias para finalizar a duplicação da BR 101. Uma delas é a nova ponte sobre a Lagoa do Imaruí, com investimentos de R$ 550 milhões, cujo início das obras já foi autorizado, e que trabalhamos para ficar pronta até 2014. A outra é a construção do túnel sob o Morro dos Cavalos, com mais de 2 quilômetros de extensão, orçado em mais de R$ 400 milhões. Já determinei ao Ministério dos Transportes que acelere a conclusão do projeto e a contratação da obra desse túnel. Mas a população já vai sentir as melhorias no trânsito antes mesmo da conclusão, pois vamos alargar a pista atual, que contorna o Morro dos Cavalos, para diminuir mais rapidamente os congestionamentos e aumentar a segurança dos motoristas. Também já foram construídos 169 quilômetros de ruas laterais à BR-101,  94 viadutos e 27 pontes, e 12 pontes antigas foram alargadas. Todas as obras viárias que estamos realizando em Santa Catarina, Suzana, somam mais de R$ 3 bilhões, e vão dar mais fluidez ao fluxo de pessoas e mercadorias pelo Sul do País e para o Mercosul.

Ramon Santos, 45 anos, comerciante em Macaé (RJ) – O que fazer para que mais turistas venham conhecernossas praias?

Presidenta Dilma – Ramon, nós temos investido em campanhas, guias, cartilhas e materiais publicitários, para estimular ainda mais o turismo. Em 2010, a principal motivação que trouxe visitantes estrangeiros ao país foi o lazer nas praias: 60% dos turistas internacionais vieram para cá para aproveitar as belezas de nosso litoral. Em 2011, investimos R$ 180 milhões em ações de divulgação do Brasil no exterior e R$ 26 milhões para estimular o turismo interno. Os resultados mostram que estamos no caminho certo, pois no ano passado tivemos recordes em todos os indicadores, com 79 milhões de desembarques domésticos, 9 milhões de desembarques internacionais e US$ 6,55 bilhões gastos por turistas estrangeiros. No primeiro quadrimestre de 2012, esses gastos atingiram R$ 2,5 bilhões, um aumento de 8,9% em relação ao mesmo período de 2011. Este trabalho de divulgação é acompanhado de investimentos na infraestrutura turística e na capacitação dos profissionais da cadeia turística. Teremos, Ramon, nos próximos anos, uma sequência de grandes eventos, que vão atrair um número significativo de turistas, além de projetar os nossos roteiros no exterior: Jornada Mundial da Juventude, da Igreja Católica, em 2013; Copa das Confederações, também em 2013; Copa do Mundo, em 2014; e os Jogos Olímpicos e Paraolímpicos, em 2016. Temos tudo para consolidar o Brasil como um dos principais destinos turísticos do mundo.

Para participar ou para mais Informações: Secretaria de Imprensa da Presidência da República // Departamento de Relacionamento com a Mídia Regional

(61) 3411-1370/1601