fbpx

Kits sanitários derrubam presidente do BNB

PMVC

Jurandir Santiago, que ocupava a presidência do Banco do Nordeste desde junho de 2011, renunciou ao cargo.
Ele teve seu nome incluído em investigações do escândalo dos banheiros e no meio da crise do BNB, que denuncia o envolvimento de laranjas e notas fiscais frias para justificar empréstimos ou financiamentos tomados na instituição financeira.
O diretor de negócios do banco, Paulo Sérgio Rebouças Ferraro, assume interinamente a presidência. Ele acumula os dois cargos. Outros membros da diretoria também foram substituídos ou transferidos pelo conselho do BNB.
Os funcionários esperam que a presidência do BNB seja assumida por uma pessoa idônea e competente. A mesma expectativa é do Sindicato dos Bancários da Bahia e dos próprios funcionários da instituição.
Escândalo
Em 2009, quando parte do dinheiro deveria ser destinado à construção de kits sanitários para famílias carentes do município de Ipu, no Ceará, parou na conta de um posto de gasolina de Fortaleza.
Jurandir Santiago era sócio, junto com Silvia Marta Rubens Bezerra, então esposa do ex-presidente do BNB, Tácito Guimarães de Carvalho, preso na última sexta-feira (15/06).
O nome de Jurandir foi incluído no chamado “escândalo dos banheiros” pelo procurador-geral de Justiça do Estado do Ceará, Ricardo Machado.