fbpx

Estaleiro chinês lança ao mar navio hidroceanográfico brasileiro

PMVC

Embarcação passará por Cingapura para instalação de equipamentos científicos antes de chegar ao Brasil, em maio.

O estaleiro chinês Hangtong, em Xinhui, lançou ao mar o navio de pesquisa hidroceanográfico Vital de Oliveira. A embarcação integra o projeto do Instituto Nacional de Pesquisas Oceanográficas e Hidroviárias (Inpoh), ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), e tem previsão de ser entregue à Marinha do Brasil em maio de 2015, após passar por Cingapura, para adequações técnicas e instalação de equipamentos científicos.

Adquirido em 2013, no valor de R$ 162 milhões, o navio hidroceanográfico resulta de acordo de cooperação do MCTI com o Ministério da Defesa (MD), por meio da Marinha, a Petrobras e a empresa Vale. A construção vem sendo acompanhada pelo Grupo de Fiscalização da Construção, Apoio Técnico e Administrativo (GFCata), instituído pelo MD e sediado na China. A embarcação foi lançada ao mar em 28 de setembro.

Quando chegar ao País, o futuro “laboratório embarcado” deve servir para estudos de caracterização física, química, biológica, geológica e ambiental de áreas oceânicas estratégicas do Atlântico Sul. Além de contar com equipamentos científicos, o navio pode abrigar até 40 pesquisadores, sem contar a tripulação.

O nome da embarcação e a data de lançamento ao mar remetem ao Dia do Hidrógrafo, estabelecido em homenagem ao capitão-de-fragata Manoel Antonio Vital de Oliveira, nascido em 28 de setembro de 1829, em Recife (PE).