Câncer de mama pode ser evitado com estilo de vida saudável

Prática de atividade física e alimentação balanceada, principalmente rica em frutas, leguminosas e cereais podem afastar chances do segundo câncer mais comum entre as mulheres

O câncer é considerado a segunda principal causa de morte no Brasil e no mundo, perdendo apenas para as doenças cardiovasculares. Tornou-se um evidente problema de saúde pública global e, de acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), até 2030, podem-se esperar 27 milhões de casos incidentes de câncer, 17 milhões de mortes por câncer e 75 milhões de pessoas vivas, anualmente, com câncer. O maior efeito desse aumento vai incidir em países de baixa e média rendas.

De acordo com o  Dr. Robson Moura, presidente da SBNPE – Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral -, é importante incluir cinco porções de frutas e hortaliças variadas sem amido todos os dias, além de cereais (grãos) pouco processados e leguminosas em todas as refeições. “Evitar alimentos com amido e sal, o equivalente a 5 gramas por dia, são medidas que ajudam na prevenção que acomete as mamas”, explica o Dr. Robson Moura.

O câncer de mama é o segundo tipo de câncer mais frequente entre as mulheres, com 22% de casos novos a cada ano. A secreção do mamilo e a similaridade com uma casca de laranja, além de nódulos palpáveis na axila e ou pescoço podem ser sinais do câncer, mas só um profissional capacitado é capaz de diagnosticar a doença, com auxilio do exame de mamografia e ressonância magnética. O autoexame não é eficiente para a detecção da doença.

É mais comum o aparecimento desta doença a partir dos 50 anos, quando ocorrem alterações hormonais, além disso é corriqueiro o diagnóstico da doença em estágio avançado. “O tratamento do câncer de mama pode ser cirúrgico, quimioterápico ou radioterápico, porém, o médico responsável pelos cuidados com a paciente avaliará o melhor tipo de tratamento, considerando a idade da mulher, estado de saúde e se há metástase”, explica Dr. Robson Moura.

Segundo o presidente da SBNPE, após cinco anos com a doença, a sobrevida desses pacientes é de 61%, de acordo com Inca (Instituto Nacional de Câncer). “Por isso, evitar o sedentarismo, ingestão de bebida alcoólica, obesidade, gordura abdominal e ganho de peso na vida adulta são atitudes preventivas do câncer de mama”, finaliza o presidente SBNPE.

Confira os alimentos que ajudam na prevenção do câncer de mama:

Hortaliças sem amido Leguminosas Cereais (Grão)
Alface Ervilha Aveia
Couve Grão de bico Cevada
Agrião Soja Arroz
Rúcula Lentilha Milho
Brócolis Fava Trigo
Quiabo Centeio
Berinjela
Repolho
Pepino
Chuchu
Espinafre

Dicas da Sociedade Brasileira de Nutrição Parenteral e Enteral para a prevenção do  câncer de mama:

– Gordura corporal – Mantenha-se no peso ideal para sua altura.

– Atividade física – Mantenha-se fisicamente ativo, por pelo menos 30 minutos todos os dias.

– Alimentos e bebidas que provoquem o ganho de peso – Evite bebidas açucaradas (refrigerantes, sucos artificiais) e limite o consumo de alimentos e bebidas de alto valor calórico.

– Alimentos de origem vegetal – Coma mais alimentos de origem vegetal, como hortaliças, frutas, cereais e grãos integrais.

– Alimentos de origem animal – Limite o consumo de carnes vermelhas e evite carnes processadas (embutidos em geral).

– Bebidas Alcoólicas – Limite o consumo de bebidas alcoólicas. Se for consumi-las, no máximo duas doses ao dia se for homem e a uma dose se for mulher.

– Preservação, processamento e preparo – Limite o consumo de alimentos salgados e de comidas industrializadas com sal. Cuidado com cereais e grãos mofados.

– Suplementos alimentares – Não use suplementos alimentares para se proteger contra o câncer. Tenha somente a alimentação como objetivo de alcance das necessidades nutricionais.

– Amamentação –  As mães devem amamentar as crianças até os seis meses.