fbpx

Conquistense entre os melhores aquapaisagistas do Brasil

PMVC


Quem pensa que o hobby de cuidar de aquários se resume a colocar peixes num recipiente com água, plantas de plástico, brinquedos para propulsão de oxigênio e alimentá-los todos os dias, engana-se. Faz um tempo que a prática deixou de ser um mero passatempo, ganhou nome (aquapaisagismo), movimenta milhares de dólares em prêmios mundo afora e, com os cenários impressionantes que são criados pelos aquaristas, já tem status de arte.
Numa competição internacional, como, por exemplo, a International Aquatic Plants Layout Contest, realizada em Tóquio, no Japão, o vencedor do concurso chega a ganhar mais de um milhão de ienes e a comissão julga itens como o layout e composição do paisagismo, a recriação de habitats, a criatividade e originalidade, a fotografia e os elementos naturais e técnicas utilizados. O concurso, que acontece desde a década de 90, recebeu, em 2015, mais de duas mil inscrições de 69 países.
No Brasil não é diferente. O Concurso Brasileiro de Aquapaisagismo (CBAP) classificou, este ano, 120 inscritos de 31 cidades de 11 estados brasileiros e ainda 48 inscrições internacionais. A competição foi criada em 2004, já fez 12 edições seguidas, promove encontros acionais com aquapaisagistas e tem grupos movimentados nas redes sociais.
A ótima surpresa é que, entre os 11 primeiros colocados, está o empresário conquistense Gil Cariri, um dos diretores da agência vOceve Multicomunicação. Cariri se considera um neófito na arte de criar paisagens em aquários. Está há apenas a um ano se especializando na área, participou do IIAC 2015, um concurso internacional promovido pela ISTA, uma das marcas mais importantes de Taiwan (de 820 classificados ele ficou em 137º), mas, em sua primeira competição de alcance nacional, disputou com experientes aquaristas do Brasil e de outras
partes do mundo e alcançou a expressiva nota 6,952 na categoria Plantado, o que o colocou na 11ª primeira posição.
A premiação ocorreu neste último sábado, 24, em Campinas (SP). “Estou feliz demais! Não imaginava ficar nesta colocação na primeira grande competição em que participo”, comemorou Gil nas redes sociais assim que recebeu a lista da premiação. Depois do resultado, ele já começa a preparar dois projetos paisagísticos para inscrever em concursos nacionais e internacionais em 2016 e levar ainda mais longe o nome de Vitória da Conquista nesta nova e bela forma de arte.