Náutico 1 X 1 ECPP classifica Conquista na Copa do Brasil

Aniversário do Timbú teve festa Alviverde

ECPP classificado para a próxima fase da Copa do Brasil vai encarar o Santa Cruz

Foto: Marlon Costa/ Pernambuco Press

Foto: Marlon Costa/ Pernambuco Press

O Vitória da Conquista defendeu a sua classificação para a próxima fase da copa do Brasil, encarando o Náutico, que  comemorava seus 115 aos de existência. Mas o  Vitória da Conquista não foi para a festa como um mero convidado. Com o propósito muito claro de exercer uma forte marcação e explorar o contra ataque, o alviverde fez um primeiro tempo perfeito e ainda conseguiu criar uma vantagem, que foi o golaço marcado pelo atacante Zé Paulo.

Em jogada de contra-ataque ele ficou livre pela esquerda, dominou, escolheu o canto e chutou com estilo para superar Júlio César. Com a vantagem no  placar o onze conquistense continuou jogando tranquilo e no erro do clube pernambucano, que agora só classificaria com a vitoria. E o primeiro tempo terminou em 1×0.

No segundo tempo o Náutico voltou um pouco mais interessado e o ECPP intensificou a sua estratégia de explorar os contra ataques. Com o empate, através de Esquerdinha o Alvirrubro partiu para cima e acabou se expondo aos contra ataques e por muito pouco não sofreu o segundo gol. No final, melhor para o Bode, que segurou a igualdade e avançou.

Ficha da partida

Náutico 1×1 Vitória da Conquista

Local: Arena Pernambuco
Arbitragem: Andrey da Silva e Silva – PA, auxiliado por Lúcio Ipojucan Ribeiro da Silva de Mattos – PA e Luis Diego Nascimento Lopes – PA
Cartões Amarelos:
Náutico-PE: Rodrigo Souza, Esquerdinha
Vitória da Conquista-BA: Sílvio, Thiaguinho, Maicon Costa, Tatu e Carlos.

Náutico-PE: Júlio César; Rafael Pereira, Ronaldo Alves, Fabiano Eller e Henrique; Rodirgo Souza (Thiago Santana), Eduardinho (Joazi), Roni e Renan Oliveira; Daniel Morais e Rafael Coelho (Esquerdinha).
Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Vitória da Conquista-BA: Carlos Roberto; Artur, Leandro Cardoso, Silvio e Thiaguinho; Edimar, Maicon Costa, Dimeas (Júnior Gaúcho) e Kleber;  Tatu (Dionisio) e Zé Paulo (Rafael Granja)
Técnico: Sérgio Araújo.