fbpx

Belo Horizonte sedia I Conferência Nacional T18 Brasil: conscientização sobre a Síndrome de Edwards

PMVC

Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil – A Associação Síndrome do Amor promoverá nos dias 05 e 06 de maio de 2023 a I Conferência Nacional T18 Brasil, um encontro anual de profissionais e famílias destinado a aumentar a visibilidade
e conscientização sobre a Síndrome de Edwards, a segunda trissomia mais comum no mundo.

A cidade de Belo Horizonte, em Minas Gerais, foi escolhida como sede do evento por ser o estado com maior número de profissionais investindo em pacientes com a Síndrome de Edwards (T18) no Brasil.

Desde 2018, o Dia de Conscientização sobre a Síndrome de Edwards é celebrado no dia 6 de maio, data escolhida em homenagem ao filho da fundadora da Associação Síndrome do Amor, Marília Castelo Branco, nascido em 2004 que inspirou o início do movimento.

Atualmente, seis estados, o Distrito Federal e 37 municípios possuem leis que reconhecem a data, e um projeto de lei tramita no Senado Federal para torná-la nacional.

Os eventos de conscientização têm como objetivos:

  • Aumentar a visibilidade da síndrome para conscientizar a população;
  • Ressaltar a importância do apoio psicoemocional às famílias de pessoas com a Síndrome de Edwards;
  • Garantir acesso a cuidados prioritários em Unidades Básicas de Saúde para pacientes com a síndrome e seus familiares;
  • Promover orientação à rede de atendimento hospitalar sobre a condição de crianças com Síndrome de Edwards.
    O evento ocorrerá na Faculdade de Ciências Médicas de Minas Gerais no dia 05 de maio, das 19 às 21 horas, e na Casa do Sol, Cidade Nova, no dia 06 de maio, das 9 às 16h30.
    A participação é gratuita, mas é necessário realizar inscrição pelo site sympla.com.br/sindromedoamor, pois as vagas são limitadas. Para mais informações, entre em contato pelo e-mail sindromedoamor@gmail.com ou pelo WhatsApp 16 98116-1520.
    Sobre a Associação Síndrome do Amor:
    A Associação Síndrome do Amor é uma instituição que há 15 anos trabalha para combater o estigma de “Incompatibilidade com a vida” associado à Síndrome de Edwards e para promover encontros, conectar famílias, informar com qualidade, incentivar acadêmicos e profissionais aos cuidados às pessoas com a trissomia 18