fbpx

Concurso Público Nacional Unificado: divulgado edital de convocação para as provas

PMVC

Saiu o edital que oficializa as regras e horários para aplicação das provas do Concurso Nacional Unificado. Os exames estão confirmados para acontecer no dia 5 de maio, domingo, em dois turnos.

Em documento publicado no Diário Oficial da União, o Ministério da Gestão e da Inovação, MGI, confirma os horários completos de aplicação e duração dos exames:

Veja a seguir os horários de cada turno:

Turno da manhã

  • Abertura dos portões: 7h30
  • Fechamento dos portões: 8h30
  • Início da aplicação: 9h
  • Término da aplicação: 11h30
  • Término da aplicação para candidatos que necessitem de tempo adicional para realização das provas e tenham solicitado no ato da inscrição: 12 horas e 30 minutos
  • Duração da prova: 2h30

Turno da tarde

  • Abertura dos portões: 13h
  • Fechamento dos portões: 14h
  • Início da aplicação: 14h30
  • Término da aplicação: 18h
  • Término da aplicação para candidatos que necessitem de tempo adicional para realização das provas e tenham solicitado no ato da inscrição: 19 horas.
  • Duração da prova: 3h30

No Concurso Nacional Unificado, os candidatos realizarão as provas de forma simultânea em 228 cidades pelo país.

O candidato só poderá se retirar da sala após duas horas, contadas a partir do início das provas.

Conforme consta no edital de convocação, o MGI reforça que os candidatos somente poderão realizar as provas no local previsto no Cartão de Confirmação de Inscrição, que estará disponível a partir do dia 25 de abril.

O MGI recomenda que o candidato chegue ao local com, pelo menos, uma hora de antecedência para o início de cada uma delas, com o Cartão de Confirmação de Inscrição impresso.

Também é obrigatório estar portanto documento de identidade e de caneta esferográfica de tinta preta fabricada em material transparente.

Acesse aqui o edital de convocação para as provas na íntegra!

O edital de convocação ainda reforça que os candidatos do CNU não poderão levar para casa os cadernos de provas, por motivos de segurança.

Na última terça, 16, o MGI já havia confirmado a novidade e ainda informou que também não será possível anotar os gabaritos, ou seja, as respostas que forem marcadas pelos candidatos.