fbpx

Madonna no Brasil: professora explica a comoção gerada pelo show no Rio


Madonna, durante show da The Celebration Tour. Foto: Reprodução.

Madonna, considerada a Rainha do Pop, está prestes a pisar no Brasil. E não é uma visita comum: ela protagonizará um show gratuito inédito em 4 de maio, em plena Praia de Copacabana, no Rio, em comemoração aos seus 40 anos de carreira recém completados, com patrocínio do Banco Itaú.

É óbvio que um evento com expectativa de público de mais de um milhão de pessoas não iria passar batido: a apresentação ganhou grande espaço na mídia, em rodas de fãs e admiradores, e nas redes sociais.

Segundo a professora dos cursos de Publicidade e Relações Públicas da Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP)Tânia Teixeira Pinto, a vinda de Madonna ao Brasil possui um grande aspecto midiático e de comunicação devido à sua relevância como ícone pop e à sua capacidade de gerar interesse e engajamento do público.
 

“A comoção em torno desse evento pode ser atribuída ao fato de Madonna ser uma das artistas mais famosas e influentes do mundo, com uma carreira de sucesso que se estende por quatro décadas. Sua presença no Brasil atrai atenção global. Apesar de já ter vindo ao Brasil algumas vezes, esta vinda celebra seus 40 anos de carreira, será o primeiro gratuito e totalmente bancado por uma marca, o Itaú, dentro de um projeto que trabalha com outras grandes personalidades”, opina a docente.
 

Na opinião da professora, o evento pode ser considerado um “pacote” muito assertivo de comunicação, pois está envolvendo e mobilizando diversas frentes possíveis como: mídia tradicional, influenciadores e a presença marcante nas redes sociais.
 

“O show está atraindo atenção da mídia tradicional, influenciadores e gerando muita exposição nas redes sociais, especialmente através de memes orgânicos. O banco patrocinador tem muito a ganhar com essa exposição, e não vejo pontos negativos na estratégia que adotaram, que envolve grande alcance e visibilidade, associação de marca, engajamento do público, possibilidade de ativações e extensa cobertura midiática”, completa.
 

O sucesso da comunicação do evento é tanto, que muitas outras marcas, mesmo sem qualquer ligação ou patrocínio no show, estão aproveitando para “surfar” na onda do momento.
 

“Isso mostra uma resposta ágil e oportunista das marcas, aproveitando a relevância e o alcance do evento para se conectar com seu público de forma criativa e relevante. Ao se envolverem de maneira não intrusiva e alinhada com o contexto do show da Madonna, essas marcas podem gerar engajamento e interesse dos consumidores, aproveitando o buzz em torno do evento para aumentar a visibilidade e a conexão com sua audiência. No entanto, é importante que essas ações sejam feitas de forma autêntica e relevante, evitando parecer oportunismo ou desrespeito ao evento em si”, diz Tânia.
 

Um caso recente que também atraiu muita atenção e gerou engajamento semelhante foi o show da cantora Taylor Swift no Brasil em 2022. Assim como no caso da Madonna, lembra a professora da FECAP, o show da Taylor Swift também foi amplamente divulgado e gerou grande comoção entre fãs e mídia.
 

“Ambos os casos têm em comum o fato de envolverem artistas de renome internacional, com uma base de fãs muito engajada e apaixonada. Além disso, ambos os eventos foram marcados por uma grande cobertura da mídia e uma presença expressiva nas redes sociais, com os fãs compartilhando informações, memes e momentos do show”.
 

Ainda segundo a especialista, esses elementos combinados criam um ambiente propício para ações de marketing e comunicação por parte de marcas que buscam se conectar com o público, aproveitando a relevância e o interesse em torno do evento para aumentar sua visibilidade e engajamento.
 

A especialista: Tânia Teixeira Pinho é Mestre em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo – ECA / USP, com extensão universitária em Gestão da Comunicação Organizacional pela ECA / USP e graduação em Jornalismo pela Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero. Possui experiência profissional no Banco do Brasil há 20 anos nas áreas de comunicação organizacional, assessoria de imprensa, eventos e marketing esportivo. É professora dos cursos de graduação em Relações Públicas e Publicidade e Propaganda na Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP). Responsável pelo site e páginas em redes sociais do grupo musical Secos & Molhados.


Sobre a FECAP
 


FECAP, localizada na Liberdade, região central da capital paulista. Foto: Divulgação.

A Fundação Escola de Comércio Álvares Penteado (FECAP) é referência nacional em Educação na área de negócios desde 1902. A Instituição proporciona formação de alta qualidade no Ensino Médio (técnico, pleno e bilíngue), Graduação, Pós-graduação, MBA, Mestrado, Extensão e cursos corporativos e livres. Diversos indicadores de desempenho comprovam a qualidade do ensino da FECAP: nota 5 (máxima) no ENADE (Exame Nacional de Desempenho de Estudantes) e no Guia da Faculdade Estadão Quero Educação 2021, e o reconhecimento como melhor centro universitário do Estado de São Paulo segundo o Índice Geral de Cursos (IGC), do Ministério da Educação. Em âmbito nacional, considerando todos os tipos de Instituição de Ensino Superior do País, a FECAP está entre as 5,7% IES cadastradas no MEC com nota máxima.