PMVC

Prefeitura oferece abrigo para famílias que estavam em ocupação irregular

Texto e imagens: Secom PMVC

Desde a noite de quarta-feira (9), quatro das famílias que ocupavam irregularmente uma área verde pertencente ao Município, localizada próximo ao Anel Viário de Vitória da Conquista, estão em um abrigo provisório, montado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), nas instalações do Conquista Criança. Ao todo, são 15 pessoas atendidas.

No local, a exemplo do que aconteceu nos abrigos provisórios montados pelo Governo Municipal para acolher os desabrigados das chuvas, as famílias contam com alimentação, higiene pessoal, colchões, roupas e assistência social e de saúde.

PMVC

A dona de casa Iraíldes Machado, natural de Nova Canaã, estava há um mês na ocupação com a família. Para ela, contar com o abrigo disponibilizado pela Prefeitura está sendo importante. “Pra mim, está sendo fundamental ter esse abrigo até que a nossa situação se resolva porque não temos casas de parentes para ir. A equipe do abrigo é muito legal”, contou ela.

Segundo a Semdes, inicialmente foram encontradas 29 famílias na área de ocupação do Bairro Universidade, sendo que, ao final do dia foram cadastradas mais 33, totalizando 62 famílias, com 147 pessoas. Das 62 famílias, nove retornaram para residências alugadas; 10 foram para casas de outras famílias, a maioria com apoio da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista; três famílias retornaram para a zona rural e, das 17 famílias que disseram não ter para onde, foi disponibilizado o abrigo provisório, que tem capacidade para 40 pessoas.

Além do abrigo, a Prefeitura disponibilizou o transporte para as famílias e de seus pertences, bem como o cadastramento para tratar sobre as necessidades apresentadas, dentre elas, a concessão do Auxílio Moradia, se necessário, verificação de situação junto ao CadÚnico e Programa Auxílio Brasil, entre outras. Ainda, acrescenta-se a continuidade de acompanhamento e atendimento nos serviços socioassistenciais e setoriais.

Equipes da Semdes e Seinfra permanecem no local onde estava o acampamento, acompanhando as mudanças das famílias e sensibilizando as que permanecem no local. O tempo todo, a equipe técnica da Semdes tem assegurado atendimento às famílias que ainda estão nas proximidades na área que foi desocupada.